quinta-feira, 15 de maio de 2014

Ausência.

E sem te ver
Sinto uma alegria imensa
Tô apaixonada pela tua ausência.

Caminhos tão leves
Trajetos tão ''free''
Tua ausência é um amor que nunca vivi.

Ausência tão doce
Eu tô viciada
Enjoei de comer tua presença amarga.

3 comentários:

  1. A maioria, é triste mas pungente, é bem mais agradável quando ausente.
    GK

    ResponderExcluir